Notícias

Notícias

Nunca se comeu tanto ovo

04/05/2021

E os gaúchos têm um consumo ainda maior do que a média nacional, que já supera os dados mundiais

Nunca se comeu tanto ovo. As estatísticas do setor apontam para um novo recorde no consumo per capita, que atingiu 251 unidades em média por brasileiro em 2020. O dado é da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Para ter uma ideia, a média mundial é de 230 ovos. No Brasil, há uma década, o número ficava em 148 unidades.

E o gaúcho? Come mais ainda. O último dado é de 2018, quando já eram 257 ovos consumidos por habitante do Rio Grande do Sul conta 212 da média nacional. A estatística de 2020 ainda está sendo fechada pela Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), mas o presidente José Eduardo dos Santos já estima que ficará entre 268 a 270 ovos no ano.

O aumento do consumo de ovos tem, em parte, impacto da alta no preço da carne. Em Porto Alegre, o alimento ficou 27% mais caro nos últimos 12 meses, ou seja, cinco vezes a inflação. Mas a Asgav alerta que o ovo também tem pressão dos custos sobre o preço.

- O milho ficou 80% mais caro e a soja dobrou de preço - avisa o presidente da Asgav sobre os principais insumos para alimentar as aves.

Também há um trabalho forte da indústria do setor para retirar o estigma de que ovo faz mal à saúde. Há muitos anos acreditava-se que era uma fonte de colesterol, o que foi derrubado depois por pesquisas. Atualmente, ovos estão muito vinculados a uma alimentação saudável.

Em breve, também será lançado o Programa de Certificação Ovos Plus Quality, destaca Santos. Serão certificadas boas práticas de produção, bem-estar animal e rastreabilidade. São exigências que viraram tendência mundial, consideradas essenciais para avanço do produto brasileiro no Exterior.

Fonte: Zero Hora
Créditos da Imagem: Carlos Macedo / Agencia RBS

Voltar